Como um advogado pode captar cliente sem ferir o Estatuto da OAB?

Criar sites para advogados
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Como um advogado pode captar cliente sem ferir o Estatuto da OAB?
5 (100%) 3 vote[s]

A publicidade na advocacia é regulada pelo Código de Ética da OAB entre os artigos 28 a 34 e, eventual violação, pode gerar penalidades administrativas como notificação e multa, ou até mesmo uma cassação da carteira profissional.

Sim, o marketing no meio jurídico para atrair clientes é conhecido pelas peculiaridades e restrições, contudo, não significa que não se pode fazer, pelo contrário, é possível fazer com alto grau de conversão e excelentes resultados.

Veja neste post o que e como fazer para captar clientes sem ferir as normas relacionadas a advocacia.

Criar Sites Profissionais para Advogados
Advogados podem captar clientes desde que respeitem o Código de Ética da OAB

Entenda como ter sucesso na web sem ser punido pela OAB:

 

Faça campanhas de caráter “informativo”

O estatuto da OAB é categórico ao afirmar que publicidade promocional ou de captação de cliente é ilegal, devendo ter caráter informativo.

Acontece que, é permitido, ou melhor, obrigatório, citar o nome do advogado responsável pelas informações, número da inscrição da OAB e contato profissional, isso, por si só, quando a informação representar direitos para os clientes, já faz com que entrem em contato.

Então lembre-se disso, traga informações que as pessoas se identifiquem com aquela situação.

 

Tenha um site com informações

Um site institucional não viola quaisquer dispositivos da OAB, pois não se está fazendo captação de clientes, e sim, estes chegam por ‘vontade própria’ na página do escritório.

Claro, deve-se evitar informações promocionais, mas abas de contato, falar com um advogado online e demais opções são perfeitamente aceitáveis.

 

Mantenha um blog jurídico aquecido

Um blog atualizado com conteúdos relevantes, principalmente de ‘tira dúvidas’, pode atrair milhares de potenciais clientes.

Ao ter contato com os conteúdos os visitantes podem assinar a newsletter ou fornecer meios de contato e, com isso, consentir que o Advogado o aborde.

Nesses casos, segundo o art. 29, §3, é possível fornecer informativos, comunicados e até correspondências “somente  podem  ser  fornecidos  a  colegas,  clientes,  ou  pessoas  que  os solicitem ou os autorizem previamente”.

 

Use as redes sociais

As redes sociais são excelentes opções de marketing para advogadas, desde que não fira os preceitos do Código de Ética.

O que isso significa?

Simples, o conteúdo deve ser meramente informativo e não apelativo, com discrição e sem a autopromoção.

De forma prática, o advogado deve trazer um conteúdo informativo, que responda dúvidas ou demonstre os direitos das pessoas, mas sem informar que oferece os serviços ou realizar uma promoção do seu escritório ou casos de sucesso (o que é proibido).

Assim, o interessado entra em contato com o advogado, o que não caracteriza captação ilegal de clientes.

 

Advogados: O que é proibido fazer em publicidade

Falamos o que você, como advogado, pode fazer para atrair clientes. Mas afinal, o que não fazer? Em que aspectos deve-se tomar cuidado?

A primeira dica é: evite programas televisivos ou estratégias que chamem muita a atenção, pois a publicidade na advocacia se baseia no princípio da discrição e moderação.

Então não é possível participar de programas televisivos? Claro que pode, mas com caráter informativo e sem promover ou citar o escritório, ações, casos de sucesso, etc. O que gera pouca conversão de clientes.

Enviar correspondências ou fazer ligações configura captação ilegal de clientes, a não ser que tenha prévia autorização.

Fazer uso de publicidade sem veicular a OAB do responsável é ilegal, conforme art. 29, §5, da referida lei.

Um ponto muito importante e que há diversos advogados que violam está no art. 31, §1, que traz a vedação de informar valores, tabelas e gratuidade ou forma de pagamento. Ou seja, “consultas gratuitas, entre em contato” é ilegal.

 

Como evitar penalidades por publicidade ilegal

Para resumir e de forma prática, evitar penalidades por violação do Código de Ética da Advocacia é bastante simples, basta pensar sempre em uma publicidade por meio informativo.

Ofereça informações para as pessoas e aguarde que elas entrem em contato com o escritório, assim estará atuando com legalidade e terá excelente ROI (Retorno sobre Investimento).

Para isso, o ideal é ter um Site com Blog, Redes Sociais e um canal no Youtube.

 

Precisa de ajuda com tudo isso? Deixe conosco, criaremos um site rápido, eficiente e dentro das normas da OAB, juntamente com toda uma assessoria de marketing digital focada em resultados e conteúdos atualizados e escritos por um Advogado!

 

Matheus Lorenzen do Amaral

OAB/RS 90.061

Leitura Recomendada:

Anderson Melo

Anderson Melo

Fundador e Autor do Sites Que Voam. Atua na Criação de Sites desde 1999 e aficionado por Desempenho Web. Especialista em analises e estratégias de Marketing Digital e Vendas Método 8 P'S. Pai do Davi e Faixa Preta de Jiu Jitsu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está com Dúvida? Clique aqui para ser atendido